24 de fevereiro de 2014

Capitulo 71 da #IB & #IBH *-*

II



Com os olhos encharcados de lagrimas você abraça a sua mãe e vai embora sem deixar explicações. Estava com muita raiva e não queria descontar tudo nela, não podia fazer isso de novo. Mas acima de tudo você não queria mentir pra ela, então evitou ao máximo conversar. Não sabia se ficava triste ou feliz pelo o que você acabou de descobrir, só sentia um aperto grande no coração e os seus olhos continuavam ardendo de tanto chorar. Não estava chorando de tristeza e nem porque estava magoada, você estava chorando de raiva, suas lagrimas eram de ódio.

Ligou o motor do carro e seguiu viajem de volta pra casa. Você estava decidida a pensar dez vezes antes de fazer alguma coisa. Mas a única coisa que você estava conseguindo pensar era que o seu pai era o culpado de novo, era o seu pai que andava ligando e mandando mensagens chantageado o Justin, e era o seu pai que estava tentando acabar com o seu relacionamento novamente, dessa vez sem a ajuda do Hugo.

Tudo estava se repetindo e você se viu fazendo essa pergunta varias e varias vezes.

Que merda de segredo era esse que o seu pai sabia e que o Justin tanto temia?


Você não via a hora de tirar essa história a limpo e não se importou com o seu celular tocando. Você não queria atender, e nem precisava verificar quem era. O Hugo devia estar te ligando porque você não tinha respondido a mensagem dele, mas você não estava com cabeça pra conversar com ninguém. A única coisa que você queria era chegar no hotel e falar com o Justin.


Não estava prestando atenção nenhuma na direção do seu carro, por mais que tentasse ficar calma e repirar fundo, o seu corpo não te obedecia mais. Mesmo sem saber o que o Justin e o seu pai estavam escondendo de você o sentimento de traição e angustia só aumentavam.


Com uma mão no volante e a outra tentando enxugar as suas lagrimas você não percebeu que o sinal estava vermelho e seguiu em frente. Ao perceber a burrada que você estava fazendo o seu pé foi automaticamente pressionar o freio, e você conseguiu parar praticamente no meio da pista. O seu coração acelerou e ficou aliviada de conseguir parar antes que algo tivesse acontecido, antes de você dar ré e voltar onde estava para liberar a pista o inesperado aconteceu. Você bem que tentou mas era tarde de mais. Um carro prata com um som bem alto vinha em sua direção em alta velocidade e por um instante você sentiu um arrepio percorrer todo o seu corpo e logo depois dando lugar ao pânico imediato.


O motorista não diminuiu a velocidade e parecia não ter visto o seu carro parado no meio da estrada, com o som alto e jogando uma cerveja para fora da janela o carro continuou indo em sua direção.


Não aconteceu como nos filmes em que um filme da sua vida inteira passa na sua mente, as únicas coisas que estavam lá eram o pânico e a angustia de talvez morrer sem saber o porque o seu relacionamento perfeito tinha se transformando em algo tão... tão... tão forçado e sem sentimentos.


O carro prata parecia vir em sua direção em câmera lenta, o que deu tempo de você colocar a mão na cabeça e fechar os olhos esperando pelo pior. E se caso você morresse, a culpa iria ser exclusivamente toda sua.


Sua mãe, seus poucos amigos, o Hugo e o Justin todos vieram em forma de gif em sua mente. Uma luz forte impediu a sua visão e o carro prata que antes vinha em câmera lenta agora tinha ganhado velocidade. Ele se chocou na lateral do seu carro com tanta força que você só sentiu sua cabeça doendo, nem mesmo percebeu que tinha batido ela. Seus olhos fecharam e você se lembrou de uma situação parecida com essa, onde a sua cabeça doía do mesmo jeito. Com o seu carro ainda se chocando contra o outro, você se sentia do mesmo jeito que há um tempo atrás. Do mesmo jeito de quando você estava na Disney e sofreu um acidente que deixou você em coma.




Enquanto isso com o Justin [...]


Jus: então nós três estamos reunidos de novo. –ele sorri-

Ryan: eu não vim aqui por você, eu vim pela (sn).

Jus: o que é isso caras? Nos somos amigos...

Chaz: nós éramos amigos, o que você fez não tem perdão Justin.

Ryan: não adianta vir com suas babaquices, isso não vai funcionar. –ele fala mas não direciona o olhar para o Justin-

Jus: eu sei que vocês ainda gostam de mim, se não gostassem já teriam contado para a (sn) sobre tudo.

Chaz: nós nos afastamos não só porque você pediu, mas também porque não reconhecemos mais você. Esse Justin sentado aqui na minha frente não é o Justin que eu e o Ryan conhecíamos.

Ryan: não pense que eu não tive vontade de acabar com tudo isso de uma vez, graças ao Chaz eu não fiz isso. Eu não queria acabar com a felicidade da (sn), se alguém tem que fazer isso, esse alguém é você.

Jus: eu agradeço vocês por isso, serio.

Chaz: é exatamente sobre isso que nós viemos falar com você. Nós não concordamos com o que você está fazendo Justin, a Demi e a Miley comentaram conosco sobre ela estar mal.

Jus: mas nós estamos bem, ela está bem...

Ryan: não vem com essa, nós vamos contar pra ela Justin. Você teve tempo demais pra isso e não fez e agora ela está sofrendo, você não podia ser mais egoísta que isso.

Jus: vocês não podem fazer isso entendeu? É a nossa vida, nós revolvemos nossos problemas sem ninguém se meter!

Ryan: então não era pra você colocar alguém dessa história também, não é só vocês dois, você sabe muito bem disso. Você não pensa nessa outra pessoa, em como ela deve estar se sentindo?

Jus: isso não é problema meu.

Chaz: caralho você é um idiota mesmo, eu nunca imaginei que você fosse capaz de ser tão frio com uma pessoa dessa jeito. Você... Você me dá medo as vezes... Você não era assim.

Jus: eu não me importo e pronto. Eu só não posso deixar vocês estragaram o que eu e a (sn) temos, as outras pessoas estão envolvidas que se ferrem.

Ryan: você não vê que você já estragou tudo no momento em que você fez aquilo? Quando é que você vai crescer, hein? Me diz, quando você vai virar um homem Justin? Quando vai assumir as suas responsabilidades? –ele vai pra cima do Justin-

Chaz: você só se importa consigo mesmo, o que aconteceu com você... –ele segura o Ryan para não acabar em briga-

Jus: eu não quero vocês que vocês dois se metam nisso entenderam? –ele grita-

Ryan: eu não vou mais tolerar que você continue com isso, você tem que aprender com a vida. É simples, se faz algo de ruim você vai ter o retorno ainda pior.

Jus: eu não vou deixar que isso aconteça! Não vou deixar vocês dizem a ela.

Chaz: o que você vai fazer? Nos sequestrar ou nos matar? Ah, por favor. Você não pode fazer absolutamente nada Justin, nós já deixamos isso ir longe demais e você sabe disso.

Ryan: eu não me sinto tão mal escondendo isso dela... Não posso mais ficar calado. –ele se levanta e o Chaz o segue para a saída- Só achamos que devíamos te avisar sobre isso, porque mesmo você tendo vacilado muito, nós não íamos vacilar com você.

Jus: o pai dela me chantageando e agora vocês dois, que tipo de amigos vocês são?

Chaz: somos do tipo que não precisamos chantagear ninguém ou mentir só para esconder a merda que fizemos. Escute, estamos fazendo porque é o certo. Ela tem que saber o que aconteceu Justin, você não tinha o direito de esconder isso por tanto tempo. Você não pensou nela nem por um segundo não é? Só pensou em você mesmo.

Jus: isso não é verdade. –ele abaixa a cabeça-

Ryan: sendo verdade ou não, isso vai acabar hoje.

Jus: gente, por favor... não ... não façam isso comigo... por favor...



Sem olhar para trás eles saem, deixando o Justin sem saber o que fazer para impedir aquilo. Ele sentia raiva de si mesmo e sentia raiva por você ser tão teimosa, por ficar querendo saber de tudo. Mas, no fundo, bem lá no fundo, ele sabia que você não tinha culpa nenhuma. A culpa era dele e só pra ele se sentir um pouco melhor, jogava isso em cima de você as vezes.

Sabia que não era o certo e que talvez se ele tivesse aberto o jogo antes, isso tudo não teria acontecido. Mas o tempo não volta, o que está feito não tem como ser desfeito. Essa bagunça toda tinha que ter um fim, só que ele não sabia como chegar nele sem magoar você.

O celular dele toca e ele quase perde o ar quando fica sabendo do seu acidente. Ser esperar nem mais um segundo ele vai ao seu encontro no hospital.




Você acorda meio tonta numa maca, em um lugar branco demais e os seus olhos demoram um pouco a se acostumar com a claridade. Sua cabeça dói um pouco, mas o seu corpo parece estar bem.


Você: onde eu estou? –sua voz sai fina demais, quase um sussurro-

Jus: oi, você está no hospital. Está tudo bem?

Você: quem é você?

Jus: como assim quem eu sou? Você não se lembra de mim? –ele fica paralisado, sem reação alguma-

Você: não.

Jus: enfermeira! Enfermeira! –ele grita-

Você: eu só estou brincando. –você ri-

Jus: meu Deus, não faça isso novamente. Caramba (sn)! –ele coloca a mão na cabeça e fecha os olhos- Eu quase tive um treco agora, acho que meu coração quase saiu pela orelha.

Você: orelha? Não seria a sua boca?

Jus: não porque eu não senti nada na boca, mas não podia acreditar no que os meus ouvidos estavam ouvindo. Por isso, o coração quase saiu pelo ouvido. –ele pisca-


E você não acha graça alguma na piada dele porque, o seu bom humor foi embora, no momento em que ele mencionou a palavra coração você desmoronou por dentro. Todos os mínimos detalhes do acidente e do seu pai chantageando ele pelo telefone vieram na sua mente. Você faz uma careta feia enquanto relembra tudo isso e o Justin se preocupa, mas você diz que está bem, evitando olhar para ele.


Enfermeira: chamou? –ela entra no quarto-

Jus: sim e já tem um bom tempo. Ela acordou.

Enfermeira: muito bem, por sorte a senhorita não sofreu nada de grave só bateu forte com a cabeça o que vai resultar num belo galo na sua testa. Fora isso, está tudo bem. Sua cabeça pode doer um pouco mas nada preocupante, o motorista do carro que bateu no seu disse que está a disposição se você precisar de algo e...

Você: não preciso, na verdade, ele não bateu em mim. Eu acho que eu é que bati nele sem querer.

Enfermeira: ok, você já pode ir pra casa. Foi só um susto, você tem muita sorte porque o motorista está bem machucado.

Você: diz que eu estou a disposição dele, se caso ele precisar de algo. –você se levanta da cama-

Jus: tem certeza de que não quer ficar mais um pouco? Tem certeza de que não está sentindo nada?

Você: já disse que eu estou bem, só quero ir pra casa.



Na volta para o hotel o silencio reinou no carro, o Justin mesmo preocupado sabia que você estava brava com ele, então não disse nada. Você não conseguiu olhar para ele, preferiu olhar as belas paisagens de New York.


Ao chegar nenhuma das meninas estavam no quarto do hotel, então você foi tomar um banho pensando em como iria começar a conversa com o Justin.



Você: precisamos conversar. –saindo do banho ainda com a toalha, você senta na cama ao lado do Justin-

Jus: você não quer descansar? É serio, eu ainda estou preocupado com você.

Você: eu não estou dizendo isso só pra você ficar com peso na consciência, mas, eu só sofri esse acidente porque queria chegar o mais rápido possível aqui pra ter ssa conversa com você. Então... não me faça esperar mais.

Jus: você é louca? Isso não podia esperar? Você arriscou a sua vida só para conversar...

Você: cala boca, por favor. Me escuta.

Jus: tudo bem, desculpa. –ele fica serio-

Você: eu já sei sobre você e o meu pai, eu já sei. –você suspira- Então, eu quero ouvir isso da sua boca Justin. Eu não quero saber por ninguém, eu quero que você me conte, eu quero ouvir de você. Sem mentiras, eu quero apenas a verdade.



LEIAM!


Motivo do atraso: piolhas aconteceu uma coisa muito ruim e eu não consegui postar esse capitulo na semana passada. A minha mãe quebrou o braço, e serio porque foi fratura exposta (é quando o osso sai pra fora, tipo sai pra fora da pele). Ela já é meio velhinha o que complicou mais ainda o caso dela. Enfim, eu não tinha como postar, também não vou responder os comentários nesse capitulo porque eu to muito corrida com ela no hospital. Sei que o capitulo ta pequeno mas como eu já tinha prometido um bônus a muito tempo pra vocês, quando der folga pra mim eu posto. Pode ser hoje mesmo ou amanha, mas não garanto que será grande o capitulo viu? Espero que entendam, beijos.

21 comentários:

gabrielle christine macedo oliveira disse...

aaaaah continua eu to amando a ib

Anônimo disse...

Continuaaa pfvr , e melhoras a sua mãe serio, que ela se recupere logo e vc possa volta a sua rotina ^^

Helen Viictoriia disse...

Nossa , Melhoras Pra Sua Mae , Que Ela Fique Bem Logo , Int .. Obgd Por Posta Kkk , Serio Eu Vinha Aqui Tds Os Dias e Tds as horas , ><' Vc Simplesmente é Ótima ' :) , Coontinua ~~ '

Anônimo disse...

Amei o capítulo piolha, como eu já disse amo sua ib, piolha melhorar pra sua mãe, que ela melhore rápido. Pfvr não demore. Kiss piolha, te adoro muuito. ♡ Gabriiela M. :3

Isadora disse...

Esta perfeito, e estou muito curiosa para saber qual é a chantagem hahahahha

Anônimo disse...

Teté,primeiramente melhoras pra sua mãe e eu quero dizer se voce não cansa de deixar suas leitoras curiosas? eu to me roendo, serio. Então, eu amo sua fic, mas tipo AMO mesmo e acho que se vir algum comentario negativo criticando, ja sei que é inveja u.u
Prometa que se ´´eu´´ ficar com o hugo, dps eu volto com o jus? u.u
Beijão pro cê ♥♥♥

Anônimo disse...

Teté, o cap tá otimo u.u
melhoras pra sua mamis, e não precisa postar a fic o mais rápido possível, ok? Eu consigo aguentar 1 ano, se for necessário :)
Bjao :* ( @xconfidentzjb )

Luana Leandra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luana Leandra disse...

continua ta perfeito há e melhoras pra sua mãe tomara q ela fique bem logo neh

Nicole disse...

CARACA STE DKDNDKDNND QUE CAP FODA, PQ TIPO EU TOU COM MEDO DA REPOSTA DO JUS, E AO MESMO TEMPO QUERO SABER FJSNDNDKKD PQP

Nicole disse...

aa, e melhoras pra sua mae, que ela fique bem.

Anônimo disse...

Steeeeephss sdds gatããã,eae suaves?! Man tua fic,altas emoções,impaktada apns
continue pq tá tops!!! Ah e melhoras p sua mãe diga q eu mandei um bj pq sim lóve iu,bye
-t.beea xx :)

Amanda Correa Leite Rosa disse...

Omg omg. Eu. Disse q ia sair so a noite da escola....mas nao aguentei e tive que ler hahaha...ta bom demais :) omg

Ró Smith disse...

Oi!

não é tão perfeita como essa,mas pode ler? ficarei grata! <3
http://imaginebelieberoamor.blogspot.com.br/2014/02/imagine-belieber-cap-27-processo-da.html

Ró Smith disse...

sou nova aqui,e amei,continua é perfeito

estefany teka disse...

Continua ta muito boooom

May disse...

Sinto Muito Pela Sua Mãe Flor , Melhoras Para Ela E Para Você . Tudo Bem , Sua Mãe É Mais Importante ,Não Se Preoculpar Com A IB , Bjs , Melhoras

Caroline Silva disse...

Fiaaaaa, continua. Voce é show HEUHSUEHSURUS estou mais que amando, preciso saber logo o que o Justin esconde de mimmm :o mdssss,

Anônimo disse...

melhoras para a sua mãe :*

Anônimo disse...

Melhoras pra sua mãe :* @BrendaLovatics

Amanda Gualberto disse...

Blog para IBH
Poderia dar uma visita no meu blogs de Fanfics do JB?? BEIJOSSSS
http://imaginandobeliebersonha.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Piolhas são os seus comentários que me motivam a continuar imagine, então comentem e divulguem bastante. Ah comentários tipo só com ''CONTINUA'' não vale, fica a dica viu :)